O que é carreira acadêmica?

carreira academica

Quando um estudante inicia a graduação, começa a escutar sobre carreira acadêmica, porém muitos não entendem muito bem o que é, como ela é construída e quais habilidades são essenciais para prosperar nela.

A carreira acadêmica é a carreira daqueles que se dedicam aos estudos e à produção de conhecimento, nas mais diferentes áreas, tendo como base o desenvolvimento de pesquisas.

Podemos dizer que os degraus da carreira acadêmica são: graduação, pós-graduação, mestrado, doutorado e pós-doutorado.

A graduação é o passo inicial. A formação mais generalista e que dá a visão mais ampla sobre um determinado tema ou profissão.

O próximo passo é a pós-graduação. Especializar-se numa área mais específica.

O caminho segue com o mestrado, doutorado e pós-doutorado.

No mestrado não existe a obrigatoriedade de realizar um estudo inédito. Pode ser feito um aprofundamento das habilidades de pesquisa, com um tema pertinente ao campo de atuação.

Já no doutorado é preciso elaborar uma tese inédita, que traga algum tipo de avanço dentro da área escolhida.

O pós-doutorado não tem uma estrutura fixa como os outros níveis e nem um tempo exatamente estabelecido. Funciona como um aprofundamento de pesquisa.

Todo esse processo tem duração de 8 a 10 anos, dependendo da área. Por isso, aqueles que se interessam pela carreira acadêmica precisam gostar dos estudos e de pesquisa.

carreira academica

E como na prática é a atuação de quem segue a carreira acadêmica?

Como falamos, a base da carreira é a pesquisa e ela pode acontecer em diferentes ambientes, dependendo do tipo de formação de cada profissional.

Ela pode acontecer tanto em empresas e laboratórios como nas universidades.

Nas universidades as atribuições são, por exemplo, lecionar, divulgar artigos científicos e seus estudos, orientar alunos de graduação e pós-graduação em seus projetos, fazer parte de bancas de avaliação, realizar pesquisas, participar de simpósios e seminários de sua área.

A média salarial de professores em universidades, com dedicação exclusiva e com doutorado, é de R$7.000,00 a R$10.000,00.

Nas empresas, um pesquisador científico pode chegar também a alcançar esses salários, dependendo do tipo de empresa e do tipo de pesquisa realizada.

Durante a formação da carreira acadêmica, os estudantes que se dedicam exclusivamente aos estudos e à pesquisa podem conseguir bolsas de estudos. Não são, no Brasil, muitos dos estudantes que optam pelas bolsas devido aos baixos valores e à impossibilidade de poderem, formalmente, ter outro vínculo empregatício.

Se você se interessou pelo assunto, é importante já, desde a graduação, buscar mais informações e melhorar seu currículo, buscando cursos de extensão, assim como aprimoramento em um segundo idioma.

A maioria dos mestrados tem como exigência o conhecimento principalmente do inglês, devido a muitos dos artigos científicos serem nesse idioma.

Como já dissemos, é uma carreira na qual o estudo é a base e, por isso, desde o início é essencial buscar formas de se manter atualizado, em constante estudo e alinhado com seus interesses acadêmicos.

Nosso Blog traz diariamente artigos sobre os mais diversos assuntos e é uma ótima forma também de se manter atualizado.