5 Coisas que nenhum chefe deve dizer aos empregados

É mais do que sabido que um bom ambiente de trabalho influencia na produtividade e, por consequência, nos resultados.

Devido a isso, é sabido também que as atitudes dos profissionais de gestão (neste artigo, intitulados de chefe) devem ser muito bem pensadas pois elas atuam, de forma positiva ou negativa, nesse ambiente e em todo o processo.

Até alguns anos atrás, os profissionais, em sua maioria, acabavam se submetendo muitas vezes a situações ruins com o chefe por receio de perder o emprego. Porém, nos dias atuais, a maior parte dos profissionais preza por um ambiente de trabalho saudável e optam por deixar um emprego em busca disso,

Com isso, se faz cada vez mais necessário que os gestores estejam cada vez mais atentos às suas posturas, não só, obviamente, pensando em serem pessoas e profissionais melhores, mas também com o objetivo de manter sua equipe performando bem e tendo bons resultados.

Muitas devem ser as mudanças de conduta da equipe gestora, pensando em transformar ou manter um bom ambiente de trabalho. Mas, aqui neste artigo, fizemos uma lista bem simples com 5 coisas que nenhum chefe deveria dizer.

Vamos à lista:

1 – “Você tem que fazer, porque sou seu chefe”

Por mais que a autoridade dentro da empresa dê ao chefe a “palavra final” nas decisões, tratar os colaboradores como se fossem “robôs”, que apenas precisam executar atividades, não funciona. Permitir que os membros da empresa expressem o que pensam, fará com que não só a liderança seja fortalecida, como também as relações.

Os colaboradores precisam entender que as decisões visam o bem-estar da empresa, e não favorecer o ego do gestor. Ao permitir o diálogo, o chefe aproxima-se da equipe e favorece para que os colaboradores não se sintam intimidados em contribuir com o crescimento da empresa, trazendo sugestões e ideias que podem transformar o negócio.

2 – “Eu trabalhei todo o final de semana. Onde você estava?”

Calma, só porque você, gestor, é workaholic, não quer dizer que as pessoas que fazem parte de sua empresa também devam ser. Se não foi acordado com o seu colaborador trabalhar aos finais de semana/feriados, então ele tem o direito de não trabalhar. Só está em seu direito exigir a rotina que está no contrato de trabalho.

Mesmo que a hora extra seja remunerada, longas jornadas de trabalho podem trazer consequências negativas à saúde. Equilíbrio é essencial, tanto para os colaboradores como para os gestores.

Quando necessário que se trabalhe além do combinado, é importante organizar com antecedência e não tornar isso um hábito.

3 – “Esse lugar não ‘vive’ sem mim”

Nenhum negócio é feito de uma única pessoa. Se uma empresa tem um número “x” de colaboradores, é porque eles têm papel importante na engrenagem.

Usar frases como essas faz com que os colaboradores não compreendam sua importância e utilidade, prejudicando, inclusive, o rendimento.

Se o time não está respondendo da forma esperada, em vez de ficar usando expressões depreciativas, é preciso identificar onde está o problema e desenvolver estratégias para que ele seja corrigido. Aprenda: empresas são formadas de pessoas e não de uma única – todo mundo desempenha seu papel para que ela continue a render.

4 – “Se você não gosta daqui, vá trabalhar em outro lugar”

Saiba que é bem mais caro contratar e treinar um novo funcionário, do que treinar o colaborador que já faz parte da empresa. Agir como se o seu funcionário não fizesse falta para o negócio, e que qualquer outra pessoa pode fazer o que ele faz, é bastante tolo.

Pense que o tempo e dinheiro investidos para demitir e contratar um novo funcionário não é nada barato. E não só isso, perder o funcionário para a concorrência pode ser bastante negativo. Seu funcionário está desmotivado? Demonstre empatia e procure soluções para o problema. Ser ‘ser humano’ é muito mais barato do que trocar de funcionário toda vez que o resultado não agradar.

5 – “Sabe quantos gostariam de estar em seu lugar?”

Esse tipo de frase faz, com certeza, os colaboradores pensarem que nem eles e nem outros gostariam de estar sob a liderança de gestores com esse pensamento.

Gestores com esse pensamento costumam estar comandando uma equipe que não está funcionando bem, mas, muito provavelmente, isso é um reflexo de uma gestão ruim.

É preciso lembrar que, desde a contratação até os resultados, o papel do gestor é fundamental e se ele tem colaboradores que não estão performando bem, sua liderança tem falhas.

Essa falha pode ter sido na contratação ou na gestão individual dos colaboradores e da equipe como um todo, ou em todos esses itens. O que importa avaliar, como já dito, é onde estão as falhas e melhorá-las para que o colaborador não precise ouvir essa frase e, de fato, saiba que muitos gostariam de estar naquela posição que ele fez por merecer estar e se manter, e que o gestor também sinta isso,

chefe

Quer ser um bom chefe? A receita é simples: nunca esqueça que a empresa e os colaboradores precisam de você tanto quanto você precisa deles e, talvez, até você precise mais deles.

Quer ler mais sobre liderança? Estes artigos são interessantes:

“Sabe quais as competências de um líder?”

“Tipos de liderança: sabe qual é o seu?”

E para se manter sempre atualizado, continue acompanhando o blog do UniDomBosco e as redes sociais.