Dia do combate ao estresse

combate-ao-estresse

No dia 23 de setembro é celebrado o Dia Mundial do Combate ao Estresse. Neste dia, o objetivo principal é conscientizar as pessoas sobre esse que é considerado, por muitos, como o mal do século.

Na definição, estresse é uma reação natural do organismo que ocorre quando vivenciamos situações de perigo ou ameaça. Esse mecanismo nos coloca em estado de alerta ou alarme, provocando alterações físicas e emocionais. A reação ao estresse é uma atitude biológica necessária para a adaptação às situações novas.

O estresse pode ser agudo ou crônico.  isso porque, como o estresse é algo que é uma reação natural do organismo, ele faz parte do dia a dia, porém de diferentes formas.

O agudo é dividido em agudo e agudo episódico. O estresse é agudo quando ele acontece numa situação estressante, ou seja, você vive algo que te gera estresse e até outras reações, mas aquilo passa rapidamente.  Ele pode vir associado a sintomas psicológicos como insegurança, apreensão ou instabilidade de humor e até sintomas físicos, como dores de cabeça, nas costas, musculares, aumento da pressão arterial, palpitações cardíacas, azia e outros. 

No caso do estresse agudo episódico, os sintomas são os mesmos, porém eles demoram mais para desaparecer e são mais frequentes. Quando é percebido esse tipo de estresse, é importante buscar ajuda médica, para que ele não se torne crônico.

O estresse crônico é aquele que já faz parte da vida e do dia a dia da pessoa. É aquela pessoa que, literalmente, vive estressada e esse estresse acaba abrindo caminho para outras doenças como ansiedade, depressão e outras. Os sintomas também são os mesmos do estresse agudo, porém ocorrem de forma contínua e em grau muito mais elevado.

Exatamente pelo estresse fazer parte, de alguma forma, do dia a dia das pessoas, é que a maioria delas encontra dificuldades em perceber quando ele passa a ser crônico e, quando isso acontece, muitas também relutam em pedir ajuda.

O Dia do Combate ao Estresse tem, então, como grande objetivo fazer com que as pessoas compreendam o que é o estresse, os males que ele causa, mas, o mais importante, é trazer as formas de prevenir e amenizar o estresse.

E acreditem que pequenas atitudes e mudanças feitas no dia a dia já podem fazer uma grande diferença. 

Atitudes como a prática de atividade física e o autoconhecimento. Mudanças na alimentação, no estilo de vida, na forma de resolver os problemas.

Buscar uma vida mais saudável, mais tranquila, e formas de resolver as situações sem gerar estresse, deve ser o objetivo de todos.

Mas se você acha que o seu nível de estresse está alto, não tenha receio de buscar ajuda. Os profissionais da área da saúde estão preparados para ajudar e, principalmente, para apoiar.

O estresse não é algo para ser banalizado. Ainda mais nos dias de hoje, nos quais as fontes geradoras crescem a cada dia, essa atenção e esse apoio são essenciais.

O estresse prejudica não só as pessoas que o estão vivenciando, como também todos aqueles que convivem com elas. Por isso, o olhar atento é essencial.

A observação individual, tanto quanto a coletiva, no ambiente familiar e no ambiente de trabalho, é essencial. Observar suas próprias atitudes e a dos outros, para que, de forma empática, seja possível entender quais são as fontes de estresse e buscar encontrar os melhores meios de amenizá-las, faz toda a diferença.

Que neste dia,  e em todos os outros, possamos fazer essa avaliação interna e externa, para cada dia mais buscarmos um mundo com menos estresse.