Quais áreas de atuação para os formados em Arquitetura e Urbanismo?

arquitetura e urbanismo

A graduação em Arquitetura e Urbanismo é das mais procuradas nos vestibulares, todos os anos.

De acordo com o CAU/BR (Conselho de arquitetura e urbanismo do Brasil), em 2021 eram mais de 106 mil arquitetos e urbanistas ativos no país.

O mercado de trabalho está em alta devido à expansão da construção civil, principalmente nas regiões Sudeste e Sul. O setor público também tem oferecido muitas vagas para esse tipo de profissional.

Os salários variam muito de acordo com a área de atuação.

E quais são as áreas de atuação para um profissional de Arquitetura e Urbanismo?

O curso do UniDomBosco forma profissionais aptos a atuarem no mercado de trabalho com a formação em bacharelado. O curso tem duração de 5 anos, na modalidade presencial. Sua grade curricular inclui disciplinas como: História e teoria da Arquitetura e Urbanismo, Desenho urbano, Projeto arquitetônico, Tecnologia da construção, conforto ambiental, entre outras.

A área de atuação é ampla e, como já dissemos, os salários têm variação de acordo com ela e, também, com a região do país.

A RESOLUÇÃO N° 51, DE 12 DE JULHO DE 2013 dispõe sobre as áreas de atuação dos arquitetos e urbanistas para o exercício profissional da Arquitetura e Urbanismo no Brasil. Foram definidas a partir das competências e habilidades adquiridas na formação do profissional, e dá outras providências.” (Redação dada pela Resolução CAU/BR nº 210, de 24 de setembro de 2021)

 

Agora, vamos falar sobre as principais áreas de atuação desse profissional:

  • Arquitetura de interiores

Realização de projetos e serviços em espaços internos. Pode ocorrer tanto em construções novas como em reformas de ambientes.

Engloba escolha de materiais, acabamento, estruturas elétricas, iluminação, ventilação, ergonomia e, hoje em dia, sustentabilidade.

 

  • Planejamento urbano

Criação de soluções para melhorar a qualidade de vida da população como: projetos de cidades ou bairros planejados, urbanização de favelas, melhoria da malha urbana.

 

  • Acompanhamento e administração de obra

Planejamento, direção, coordenação, controle e comando de implantação de empreendimentos.

 

  • Restauração de edifícios

Estudo, planejamento e execução de restauração de edifícios, resguardando suas características.

 

  • Arquitetura cenográfica

Planejamento e criação de cenários para os mais diferentes fins como: cinema, teatro, eventos.

Para a atuação em muitas dessas áreas e outras como paisagismo, designer 3D, pesquisador de materiais e técnicas, especialista em iluminação, especialista em arquitetura externa, pesquisador e tecnólogo é preciso que o profissional faça uma especialização.

De acordo com as pesquisas, o número de profissionais dessa área com especialização ainda é baixo e, com isso, os que a possuem crescem e se diferenciam no mercado.

Continue acompanhando o Blog UniDomBosco.